Existe alguma forma de prevenir o câncer infantil?

Ontem, dia 23 de novembro, foi o dia nacional do combate ao câncer infantil. Por isso, preparamos alguns pontos que podem ajudar na descoberta e prevenção do câncer infantil:

  • Amamente seu filho

Além de aumentar as defesas imunológicas do bebê, o ato de amamentar diminui os riscos de a mãe ter câncer de mama.

 

  • Induza a alimentação saudável

Desde cedo, encoraje seu filho a uma alimentação rica em vegetais e evite dar alimentos ultraprocessados ou com excesso de gordura.

 

  • Estimule a prática de atividades físicas

Incentive a criança a fazer esportes de seu interesse, praticar exercícios físicos e ajudar nas atividades de casa, é importante que seu filho se mantenha ativo.

 

  • Cumpra o calendário de vacinação

O cuidado em manter o calendário de vacinação em dia não só ajuda na prevenção de diversos vírus e doenças, mas também previne o câncer infantil.

 

  • Proteja a criança de raios solares

Aplique protetor solar no seu filho cerca de 20 minutos antes de o expor ao sol e reaplique a cada 2 horas. É indicado evitar alta exposição entre as 10 e 16 horas, pois é o momento do dia que o sol se mostra mais forte.

 

  • Explique o perigo de consumir bebidas alcoólicas e fumar

É muito importante ensinar que o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas trazem diversos malefícios para nosso organismo. Dessa forma, a criança já terá noção de que esse não é o caminho certo para ela.

O que posso fazer para aliviar as cólicas?

As cólicas são o resultado de um processo natural do desenvolvimento gastrointestinal da criança e que dura de três a quatro meses. Portanto, procure manter a calma diante do choro do seu bebê. A ansiedade do adulto só faz piorar a situação. Ambiente tranquilo e música suave são sempre bem-vindos. Banho morno (em posição fetal) também. O mesmo se aplica a compressas mornas na barriguinha com toalhas felpudas passadas a ferro. Elas têm um efeito analgésico (mas teste antes o calor da toalha em sua própria face).

Outra dica: movimente as pernas do bebê, fazendo-o pedalar no ar. Esse exercício pode ajudá-lo a eliminar o excesso de gases. Procure ainda massagear a barriguinha do bebê no sentido horário.

Agora, o mais importante é ter paciência para acalmar o bebê, aconchegando-o no colo, barriga com barriga, ou apoiado de bruços na extensão do seu antebraço.

E atenção: oferecer chás entre as mamadas pode prejudicar a amamentação, além de não resolver as cólicas. Já os remédios “contra gases” têm pouca eficácia.